Calendário

Astronomia: 13 fenômenos que protagonizarão espetáculos no céu em 2017

Publicado em 03/12/2016 , às 19 h15

Rafael Paranhos NE10

Chuvas de meteoros estão previstas para protagonizarem um verdadeiro espetáculo além do horizonte / Foto: Pixabay

Chuvas de meteoros estão previstas para protagonizarem um verdadeiro espetáculo além do horizonte Foto: Pixabay

Se em 2016 foi o ano da Superlua, 2017 será dos eclipses, planetas próximos à Terra e chuvas de meteoros. Dos 13 principais fenômenos previstos para protagonizarem um verdadeiro espetáculo no céu, pelo menos, três merecem destaque.

No próximo ano, três eclipses do Sol e da lua (esse último com aspecto de sangue) prometem causar admiração nas pessoas que olharem além do horizonte. Os planetas Vênus, Júpiter e Saturno ficarão mais próximos ao planeta Terra, podendo ser observados em maiores detalhes. A Superlua volta a brilhar no espaço em dezembro, só que com menos intensidade do que as maiores previstas para o século.

Portanto, fique sabendo do calendário dos principais fenômenos previstos para o próximo ano, de acordo com a astronomia. A lista completa dos astroeventos pode ser encontrada no anuário disponibilizado no site do Futuro Astrônomo.

quadrantideos_2

O Fenômeno acontece todos os anos, sendo mais visto no Hemisfério Norte. No Brasil, as pessoas ainda poderão ter uma boa visualização. A dica de James Solon, astrônomo do grupo Astro PE, é contemplar em um lugar mais afastado da cidade, assim como na área rural, devido à poluição luminosa (luzes artificiais). 

venus_2

O planeta, também conhecido como estrela D'alva, poderá ser apreciado por mais tempo no céu neste dia. O astro estará mais visível após o pôr do sol, por volta das 18h. Mesmo sendo um planeta mais irradiante do Sistema Solar, depois do Sol e da lua, o objeto celeste estará como uma estrela, brilhando ainda mais forte. 

lua-de-sangue_2

O fenômeno será visto totalmente no céu do País, exceto no Oeste da região Norte do Brasil. Já no Recife, o eclipse da lua poderá ser visto às 21h44. No auge, o astrônomo diz que o satélite natural da Terra vai ficar aparentemente vermelha, com aspecto da Lua de Sangue.

annular-1529731_1920_2

O eclipse, momento em que a lua cobre parte do sol, será visto parcialmente nas regiões Sul e Sudeste do Brasil, além de partes do Centro-Oeste. Na região Nordeste, o fenômeno poderá ser visto quando estiver entre 15% a 20% do total.

jupiter-2

O planeta estará a 666,45 milhões de quilômetros da Terra, podendo ser observado às 18h25 e vai até as 6h da manhã. O astrônomo garante que o maior planeta do Sistema Solar ficará ainda mais brilhante.

saturno

O sexto planeta a partir do Sol e o segundo maior do Sistema Solar estará a 1,352 bilhões de quilômetros da Terra. Saturno poderá ser visto por volta das 11h07 no Brasil. 

via-lactea_

Durante todo o mês, as pessoas poderão apreciar com mais detalhe a Via Láctea. O melhor horário, de acordo com James, será das 19h às 4h da manhã. O astrônomo ainda diz que uma faixa esbranquiçada poderá ser vista no céu. O melhor local para observar é afastado da cidade, como interior, devido à poluição luminosa. 

meteoros-perseidas-nasa

A madrugada deste dia será de chuva de meteoros, período em que a lua minguante vai dificultar a observação. O astrônomo explica que a iluminação do satélite natural da Terra pode atrapalhar a visualização do cometa. A orientação é apreciar em um lugar afastado da cidade.

eclipse-parcial-do-sol

Em algumas partes mundo está previsto para ocorrer o eclipse total do Sol. Apenas no Brasil, o fenômeno será parcial, sobretudo nas regiões Norte e Nordeste, podendo ser visualizado no fim da tarde. Quem olhar para o céu nesta data só poderá ver apenas 30% do total. Para nós, o eclipse parcial vai acontecer porque apenas uma parte do Sol ficará coberto pela lua.

orionideas

A chuva de meteoros, também conhecida como Constelação das Três Marias, terá mais destaque no céu devido à lua nova. O especialista explica que o fenômeno terá a melhor visualização por causa do satélite natural da Terra, que não estará muito brilhante e sem interferência na observação.

leonideos

A madrugada desta data será de meteoros, prevista para começar às 1h da manhã e vai até as 5h. O astrônomo explica que a pouca luminosidade da lua nova no dia 18 não vai impedir a visualização da chuva de cometas. 

lua

Depois de ocorrer três fenômenos da Superlua em 2016, no fim do próximo ano ela volta a bilhar no céu. Apesar de o satélite ficar a 357.987 km da Terra, quando normalmente fica a 384.400 km, ele não estará na lista dos maiores previstos para o século. No entanto, será um ótimo período para não deixar de contemplar o horizonte.

geminideos

A constelação de Gêmeos terá uma noite máxima de meteoros. O comenta, chamado de Geminídeos, poderá ser visto no fim da madrugada deste dia. Na ocasião, a lua estará super fina, sendo um excelente período para observar o céu mais atento e sem interferência luminosa do satélite natural da Terra, segundo o pesquisador do Astro PE.

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

  • De: Davi- 11/02/2017 21:40 CARA ESSE ANO VAI SER O "MELHOR ANO DO MUNDO"

SERVIÇOSNE10


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo