EDUCAÇÃO

Diversos fatores devem ser levados em consideração na hora de escolher a escola dos filhos. Confira algumas dicas

Publicado em 28/11/2018 , às 15 h04

JC 360 NE10

Os pais devem perguntar sobre a formação dos profissionais, o nível de graduação que possuem e sondar o valor dado pela instituição à formação continuada / Foto: Divulgação/ Colégio GGE

Os pais devem perguntar sobre a formação dos profissionais, o nível de graduação que possuem e sondar o valor dado pela instituição à formação continuada Foto: Divulgação/ Colégio GGE

Decidir em qual escola matricular os filhos parece tarefa simples, mas envolve questões que podem tirar o sossego. Perguntas como “Quais aspectos levar em consideração?”; “Como saber qual o melhor ensino?” e “Será que meu filho vai se adaptar ao novo ambiente?” são algumas das que costumam deixar as famílias ansiosas.

Para auxiliar pais e filhos nesse processo, conversamos com dois educadores, que deram dicas sobre como selecionar a melhor instituição para diferentes faixas etárias.

Como escolher?

A primeira delas é considerar a logística para o trajeto até a escola, que deve ser o menor possível. Deslocamentos longos podem gerar estresse e cansaço desnecessários, principalmente em crianças pequenas. Outro tópico importante é a compatibilidade de anseios da família com os valores da escola.

“Mais do que metodologia de ensino, vale entender também os projetos e regras transmitidos”, alerta Anabelle Veloso, gestora pedagógica da Educação Infantil e Fundamental 1 do Colégio GGE. “Sintonia é importante para que a educação tenha coerência”, ressalta.

Os pais devem perguntar sobre a formação dos profissionais, o nível de graduação que possuem e sondar o valor dado pela instituição à formação continuada, principalmente dos professores. A disponibilidade de atendimento às dúvidas e sugestões das famílias, além de um espaço físico limpo, arejado e bem cuidado, também são aspectos indispensáveis.

A escola deve ter um aparato que apresente aos pais de novos alunos todos os profissionais que lá trabalham. Uma escola que estreita esses laços mostra que se baseia em relações mais afetivas. E atenção: os pequenos só devem visitar a nova escola quando ela já tiver sido escolhida.

“A criança deve ser convencida de que a decisão dos pais foi a melhor, porque ela ainda não tem nível de critério suficiente para fazer essa escolha. Nesse momento de adaptação, principalmente para os pequenos que estão ingressando na vida escolar, é interessante que o colégio esteja aberto a acolher também os pais, promovendo contato direto com professores e outros colaboradores”, defende Anabelle

O Colégio GGE organiza, anualmente, um evento exclusivo para receber pais e alunos em suas unidades do Recife e de Caruaru. O Momento de Integração é um encontro descontraído, voltado a apresentar a metodologia, proposta pedagógica e estrutura da instituição. Para saber mais e participar deste dia especial de atividades, é só se inscrever aqui.

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.


Vitrine NE10
Fechar vídeo