EDUCAÇÃO

Estimular o conhecimento de um novo idioma desde criança é a melhor forma de aprendizado

Publicado em 02/10/2018 , às 21 h30

JC 360 NE10

O programa bilíngue pode fazer parte da vida da criança desde cedo / Foto: Luiz Pessoa/ JC Imagem

O programa bilíngue pode fazer parte da vida da criança desde cedo Foto: Luiz Pessoa/ JC Imagem

O mundo globalizado permite a troca rápida e intensa de informações entre pessoas de diferentes culturas. Com a internet, ficou ainda mais fácil entender que são muitas as línguas faladas nos diversos continentes. O inglês, sem dúvida, é a mais popular entre elas.

Principal língua falada em diversos países, especialmente nos Estados Unidos e na Inglaterra, o inglês é o idioma preferido para músicas, filmes, jogos eletrônicos e demais canais de comunicação que integram o universo das crianças desde muito cedo. Para que o aprendizado do novo idioma aconteça da forma mais proveitosa possível, é importante que os pequenos sejam introduzidos a ele desde os primeiros anos escolares, porque é nessa fase que eles aprendem com mais facilidade.

O início precoce em outro idioma contribui ainda para que as crianças desenvolvam a pronúncia perfeita, tendendo a dominar melhor a língua-mãe (aquela falada no país em que nasceram) e auxiliando até para um melhor aprendizado de outras disciplinas, como a matemática.

Escola no Recife

No Recife, uma das opções para pais e mães que desejam inserir os filhos na vivência da língua inglesa precocemente são as escolas com programa bilíngue, onde a criançada aprende conteúdos variados em inglês, além do que já é ensinado em português (a língua materna).

“Quando pensamos em programa bilíngue, geralmente, temos a ideia de que a criança é educada ao mesmo tempo, e proporcionalmente, nas duas línguas. Mas a prática não é tão dura assim, porque a língua materna acaba sempre tomando maior espaço, já que é falada todo o tempo fora do ambiente escolar”, explica Anabelle Veloso, gestora pedagógica do colégio GGE.

“O método mais eficaz é o que estimula não a aprender o inglês puro e simples, mas a absorver diversos conhecimentos através dessa língua, por meio de diferentes temas, projetos, leituras e atividades interativas”, continua.

O programa bilíngue pode fazer parte da vida da criança desde quando ela começar a falar. O mais comum, no entanto, é inserir as crianças neste tipo de ensino a partir dos quatro anos de idade, considerado o período ideal para a introdução de uma nova língua.

Além de tomar o cuidado de escolher uma escola com programa bilíngue, oferecendo algumas horas de aula em inglês na rotina escolar, é fundamental que os pais e cuidadores continuem estimulando o aprendizado do segundo idioma durante outras atividades do dia a dia, como os momentos de lazer. Isso pode ser feito, por exemplo, perguntando para a criança como se pronunciam os nomes de objetos ou brincadeiras na língua nova que ela está aprendendo.

Se tiver contato com o inglês ou outra língua desde pequena, ao fim do ensino fundamental I, o que acontece por volta dos dez, 11 anos de idade, a criança terá um bom domínio oral do idioma, conseguirá compreender bem os comandos do professor e entenderá tudo o que for transmitido em sala.

Outra vantagem para quem optar pelo modelo é que não há necessidade de a criança estudar a segunda língua em cursos além da escola, pois o que aprende ao longo da semana já é suficiente para os primeiros anos de educação.

“O programa bilíngue é uma inovação na educação e aparece como alternativa aos tradicionais cursos de inglês, que podem ser muito longos e trazer pouco resultado ao desenvolvimento da oralidade. O foco do programa bilíngue é sempre alinhar o conhecimento ao interesse da criança”, conclui Anabelle Veloso. E atenção, pais: se o interesse da garotada está na brincadeira, boas ferramentas para complementar o aprendizado de inglês são músicas infantis e joguinhos utilizando o idioma.

 

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

SERVIÇOSNE10


Vitrine NE10
Fechar vídeo