Tecnologia

Aplicativos alternativos ao Uber chegam ao mercado Brasileiro

Publicado em 28/03/2016 , às 20 h17

Do JC Trânsito

Prefeitura do Recife planeja lançar nos próximos dias um decreto que regulamenta aplicativos de carona remunerada / Foto: AFP

Prefeitura do Recife planeja lançar nos próximos dias um decreto que regulamenta aplicativos de carona remunerada Foto: AFP

O aplicativo Uber vem fazendo sucesso com os usuários pernambucanos desde sua estreia no Recife, no dia 3 de março, sendo a primeira capital do Nordeste a recebê-lo. Porém, o que alguns usuários não sabem é que existem outros serviços de aplicativos similares ao gigante Uber com o perfil adequado para cada passageiro. 

 

Você concorda com o funcionamento do Uber no Recife?

Publicado por JC Trânsito em Segunda, 28 de março de 2016

 

Uma empresa pernambucana está querendo entrar nesse mercado de carona renumerada e lançou sua própria versão do aplicativo: o T81. O app teve sua estreia nesta segunda-feira (28) e está disponível nas plataformas IOS e Android, oferecendo quatro modelos de atendimento. Assim como o Uber, o T81 disponibiliza carros populares e carros executivos. Todavia, ele inova trazendo o cadastro de mototaxistas (nas cidades em que esse transporte é regulamentado) e motodelivery. 

Entretanto, o modelo não é livre de críticas e o diretor do software afirma ter tentado solucionar alguns dos problemas reportados pelos usuários e motoristas do Uber no seu produto. “Uma coisa que não temos, por exemplo, é a chamada tarifa variável. O passageiro paga o mesmo valor em relação à distância, independente da demanda", explica o diretor executivo da T81, Flávio Guardia. 

O app conta com o diferencial do preço baixo para atrair passageiros, prometendo uma tarifa até 60% mais barata em relação ao táxi. Pessoas interessadas no serviço devem preencher o cadastro completo no primeiro acesso à T81. 

Com mais de 4 mil cadastrados, o app WillGo também chega esse mês ao Brasil trazendo diferenciais aos motoristas como isenção de taxas sobre o faturamento das corridas. A empresa paga um valor fixo mensal, que varia de acordo com o plano de licença escolhido. 

“Apostamos em vantagens aos motoristas para atrair a melhor frota e aumentarmos tanto a qualidade do serviço quanto a motivação dos profissionais para continuarem a trabalhar sem fazer interrupções”, explica Gabriel da Silva, diretor da WillGo.

Para os passageiros, a ferramenta oferece tarifas fixas, que não sofrem alterações por conta do dia, horário ou demanda. O WillGo tem outros recursos como motos para entrega de documentos e objetos. O usuário também pode agendar corridas com antecedência de 48h e favoritar seus motoristas preferidos.  

O serviço deve funcionar em todo Brasil, mas por enquanto só atua em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Porto Alegre. “Queremos que todo o País possa contar com transporte particular acessível e de qualidade”, conclui Silva. 

Com a introdução dos aplicativos no cotidiano da mobilidade recifense, alguns taxistas são contra esses aplicativos alegando que a concorrência com o serviço de carona remunerada pode trazer prejuízo à categoria. Desta forma, a Prefeitura do Recife planeja lançar nos próximos dias um decreto que regulamenta a Lei Municipal 18.176/2015, que visa regularizar os softwares destinados à oferta de serviços individuais de transporte remunerado de passageiros no Recife.

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.


Vitrine NE10
Fechar vídeo