Luto

Filha de brasileiro achado morto no Paraguai pede orações

Publicado em 06/12/2018 , às 08 h39

NE10 Interior

Anderson Araújo, 36 anos, foi encontrado morto em um apartamento no Paraguai / Foto: reprodução/Instagram

Anderson Araújo, 36 anos, foi encontrado morto em um apartamento no Paraguai Foto: reprodução/Instagram

A filha do estudante de medicina pernambucano encontrado morto na última terça-feira (4) na cidade Salto Del Guairá, no Paraguai, pediu orações para Anderson Manoel Barbosa de Araújo, 36 anos, e para as pessoas que estão sentindo a perda dele.

Em uma postagem em uma rede social, Marina Lacerda escreveu: "Painho, esteja onde estiver, quero que você saiba que te amo muito! Obrigada por tudo". O texto foi publicado com uma foto do estudante montado em um cavalo.

Natural de Caruaru (PE), Anderson Araújo foi encontrado morto dentro de um apartamento do Towers Residencial, onde morava. Ainda não se sabe a causa da morte. Anderson estudava medicina na Universidade Sul-Americana. A instituição de ensino divulgou um comunicado lamentando a morte do estudante.

"Com muita dor, a família da Universidad Sudamericana foi informada no dia de ontem da partida do companheiro Anderson Manoel Barbosa Araújo, jovem voluntarioso que deu sua contribuição para esta família. Como aluno, colaborador e companheiro.

As Autoridades da Universidad Sudamericana fazem chegar seus mais sentidos pêsames à família [do estudante], acompanhando-lhes neste momento difícil, convencidos de que nosso companheiro se encontra, hoje, nos braços do Senhor".

A família do estudante está muito abalada com a notícia e preferiu não se pronunciar à imprensa. O Ministério das Relações Exteriores informou que vai se pronunciar sobre o caso assim que houver notificação ao Itamaraty sobre a morte do estudante.

PALAVRAS-CHAVE: paraguai agreste caruaru interior

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo