Água

Tubulações da Adutora do Alto Capibaribe começam a ser assentadas

Publicado em 11/07/2018 , às 11 h49

NE10 Interior

Compesa começou o assentamento das primeiras tubulações da Adutora do Alto Capibaribe / Foto: divulgação/Compesa

Compesa começou o assentamento das primeiras tubulações da Adutora do Alto Capibaribe Foto: divulgação/Compesa

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) começou o assentamento das primeiras tubulações da Adutora do Alto Capibaribe, obra estruturadora que vai levar água do Rio São Francisco, na Paraíba, para nove municípios do Agreste Setentrional pernambucano e um do Cariri paraibano. Os serviços de implantação de 15 mil metros de tubos serão realizados em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, às margens da PE-160, seguindo sentido a Jataúba e Taquaritinga do Norte, com 5 mil metros de tubos.

De acordo com a Compesa, será possível fazer a "transposição da transposição" para acelerar a chegada da água do Rio São Francisco para 230 mil pernambucanos nas cidades de Santa Cruz do Capibaribe, Toritama, Jataúba, Taquaritinga do Norte, Vertentes, Frei Miguelinho, Santa Maria do Cambucá, Vertente do Lério e no distrito de São Domingos, em Brejo da Madre de Deus, além do município de Barra de São Miguel, na Paraíba.

Serão aplicados R$ 82 milhões na obra, recursos do FGTS, e o prazo de conclusão é de 15 meses. A obra consiste na implantação de uma adutora com 70 quilômetros de extensão e de três estações de bombeamento. O trecho mais longo da adutora terá 51 quilômetros e vai transportar 350 litros de água por segundo. Segundo a companhia, destas nove cidades, seis seriam beneficiadas com a água da Transposição, somente com a segunda etapa da Adutora do Agreste, fase ainda não conveniada e sem previsão de início das obras.

Convênio

O Governo de Pernambuco assinou um convênio de cooperação técnica e administrativa com o Governo da Paraíba, que permitirá a captação da água da Transposição do Rio São Francisco no estado vizinho. A parceria também inclui o desenvolvimento de estudos para ações de melhoria de abastecimento das regiões de fronteira entre os dois estados. A Compesa e a Cagepa (Companhia de Água e Esgotos da Paraíba) são as responsáveis pelo convênio.

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

SERVIÇOSNE10


Vitrine NE10
Fechar vídeo