Crime

Polícia Civil investiga suposto envenenamento em Caruaru

Publicado em 11/07/2018 , às 10 h00

NE10 Interior

Mulheres estavam na fila para visitar companheiros no Presídio Juiz Plácido de Souza, em Caruaru / Foto: reprodução/TV Jornal

Mulheres estavam na fila para visitar companheiros no Presídio Juiz Plácido de Souza, em Caruaru Foto: reprodução/TV Jornal

A Polícia Civil está investigando um suposto envenenamento registrado em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. A vítima é Cristina Edileuza, uma mulher que estava na fila da Penitenciária Juiz Plácido de Souza (PJPS) para visitar o companheiro preso.

Outra mulher que também aguardava na fila teria oferecido comidas típicas de milho à vítima. Após ingerir uma canjica, Cristina passou mal e foi levada para o Hospital Regional do Agreste (HRA).

A vítima deu entrevista ao repórter Givanildo Silveira, da Rádio Jornal Caruaru, e confirmou que passou mal após comer a canjica. A suspeita da vítima é de que a motivação tenha sido dinheiro. Ela relata ainda que quando estava no hospital sofreu convulsões e paradas cardíacas, mas passa bem.

Investigação

De acordo com o delegado Márcio Martins, o alimento foi encaminhado para a perícia, que deverá identificar o possível veneno. Segundo ele, tudo indica que trata-se de chumbinho. "Se for comprovado que realmente havia chumbinho no alimento, vai ser enquadrado como tentativa de homicídio", explicou. A motivação ainda não foi identificada.

PALAVRAS-CHAVE: agreste caruaru interior

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo