Construções irregulares

"Puxadinhos" no Conjunto Muribeca são demolidos em Jaboatão

Publicado em 23/07/2014, às 10h33 | Atualizado em 23/07/2014, às 10h54

Do NE10

Moradores já haviam sido comunicados anteriormente e desocupado as construções, sem tumulto / Foto: Charles Anderson/ Divulgação

Moradores já haviam sido comunicados anteriormente e desocupado as construções, sem tumulto Foto: Charles Anderson/ Divulgação

Várias construções no entorno do Conjunto Muribeca, em Jaboatão dos Guararapes, Grande Recife, começaram a ser demolidas na manhã desta quarta-feira (23) pela prefeitura municipal. A destruição dos "puxadinhos" é necessária para a entrada das máquinas da empresa contratada pela Caixa Econômica Federal, que irá demolir e depois reconstruir dois blocos localizados na Rua Quatro, Quadra 2.

Representantes de diversos órgãos como a Polícia Militar, Secretaria de Saúde, Defesa Civil e Secretaria de Ordem Pública e Segurança Cidadã participam da ação que começou às 9h30 da manhã desta quarta (23). Não houve tumulto, pois os moradores já haviam sido comunicados anteriormente e desocupado as construções.

Ao todo, serão destruídas 30 construções irregulares. As intervenções são o cumprimento da sentença de um processo de ação civil pública, emitida pela juíza da 5ª Vara da Justiça Federal, Nilcea Maria Barbosa Maggi. Os habitacionais serão os primeiros do bairro a serem demolidos e reconstruídos, após sentença que determinou o início das obras. A empresa responsável pela obra é a construtora Sinkel.

CONJUNTO MURIBECA - Construído em 1982, o Conjunto Muribeca possuía quatro quadras com 70 blocos e 2.208 apartamentos. Devido aos problemas na estrutura, houve a demolição do Bloco 10 da quadra 1 em 1986. Dos 69 blocos existentes agora, todos estão interditados. Desses, 36 estão desocupados e 33 parcialmente ocupados, o que corresponde a 1.628 apartamentos desocupados, representando 75% do total de 2.208 unidades.

Desde 2009, representantes do Governo Municipal e dos moradores do habitacional participam de reuniões para acompanhar os encaminhamentos dos processos relativos ao conjunto. No dia 13 de março deste ano, o Tribunal Regional Federal da 5ª Região deu a autorização para que os trabalhos de recuperação fossem realizados.

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Fechar vídeo