Postos de vacinação

Cariocas enfrentam fila para tomar vacina contra febre amarela

Publicado em 17/03/2017 , às 13 h19

Agência Brasil

No Centro Municipal de Saúde Heitor Beltrão, na Tijuca, na zona norte da cidade, a fila era ainda maior, com cerca de 200 pessoas. / Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

No Centro Municipal de Saúde Heitor Beltrão, na Tijuca, na zona norte da cidade, a fila era ainda maior, com cerca de 200 pessoas. Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Os postos de vacinação da cidade do Rio de Janeiro amanheceram nesta sexta-feira (17) com grandes filas de pessoas que foram tomar vacina contra a febre amarela. No Centro Especial de Vacinação Dr. Álvaro Aguiar, no centro da cidade, um dos principais pólos de vacinação do Rio, cerca de 150 pessoas esperavam atendimento, logo cedo.

Já no Centro Municipal de Saúde Heitor Beltrão, na Tijuca, na zona norte da cidade, a fila era ainda maior, com cerca de 200 pessoas.

A procura aumentou depois da confirmação, nesta semana, dos dois primeiros casos de febre amarela no Rio de Janeiro. Nas duas unidades visitadas pela reportagem da Agência Brasil, as palavras mais ouvidas eram "preocupação" e "desespero".



A psicóloga Daniela Pimenta levou o filho de 3 anos para se imunizar no centro Álvaro Aguiar. "Depois de serem confirmados esses casos eu fiquei muito preocupada com ele. Eu não me vacinei, mas antes de qualquer coisa eu tenho que imunizá-lo. E o desespero aumenta devido à falta de informação que existe nos postos", disse.

O fotógrafo Júlio de Andrade disse que não somente na unidade da Cinelândia, mas em outras unidades, está havendo confusão nas filas. "Ontem eu fui no posto da Tijuca e estava uma tremenda confusão. Pessoas furando filas, outras guardando vez para grupinhos de cinco pessoas, o que congestionava ainda mais e tirava do sério quem estava ali desde cedo".

PALAVRAS-CHAVE: saúde notícias febre amarela

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

SERVIÇOSNE10


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo