Epidemia

Anvisa aprova prioridade em análise de registro de vacina contra a dengue

Publicado em 14/04/2015, às 20h56 | Atualizado em 14/04/2015, às 20h59

Da Folhapress

Medida deve ser publicada no Diário Oficial nos próximos dias / Foto: Fernando da Hora/JC Imagem

Medida deve ser publicada no Diário Oficial nos próximos dias Foto: Fernando da Hora/JC Imagem

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) vai dar prioridade à análise do registro de uma vacina contra a dengue. O pedido, segundo a reportagem apurou, foi feito pela multinacional francesa Sanofi, laboratório que acaba de finalizar as pesquisas para produção do insumo, com eficácia de 60,8%.

A medida será publicada no Diário Oficial da União nos próximos dias. Com isso, a análise de um possível registro do produto, necessário para que a vacina possa chegar ao mercado, passa para o começo da fila, junto com medicamentos considerados prioritários para a saúde no país.

Outro laboratório na corrida por uma vacina contra a doença, o Instituto Butantan, também encaminhou à Anvisa nesta terça-feira (14) um pedido para que seja concedida prioridade na análise dos documentos.
O laboratório, porém, ainda não pede o registro do produto, mas sim a aprovação para a última etapa de pesquisas, o que pode acelerar o processo de desenvolvimento da vacina no país.

Diretores da Anvisa já afirmaram, em momentos anteriores, que pretendem dar prioridade à análise.
A vacina do Butantan também é vista com maior simpatia por representantes do governo federal. Isso ocorre porque a expectativa é que a vacina seja aplicada em apenas uma dose, que protegeria contra os quatro subtipos de vírus. Já a vacina da Sanofi prevê três doses, uma a cada seis meses, e com eficácia de 60,8%.

PALAVRAS-CHAVE: saúde notícias

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

SERVIÇOSNE10


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo