NE10

EUA

Oficial da Marinha rejeita convite de Trump para Segurança Nacional

Publicado em 17/02/2017 , às 05 h37

AFP

Harward disse que rejeitava a posição, porque "não poderia se comprometer" / Foto: AFP

Harward disse que rejeitava a posição, porque "não poderia se comprometer" Foto: AFP

O vice-almirante Robert Harward, oficial reformado da Marinha dos EUA, teria recusado o convite feito pelo presidente Donald Trump para assumir o posto de conselheiro de Segurança Nacional - informou a imprensa americana na quinta-feira (16).


Com isso, o governo Trump continua sem um substituto para Michael Flynn, que foi obrigado a renunciar no início desta semana, após a revelação de conversas por telefone com o embaixador da Rússia em Washington durante a campanha eleitoral.

Em um comunicado lido na CNN, Harward disse que rejeitava a posição, porque "não poderia se comprometer".

"Esse trabalho exige 24 horas por dia, sete dias por semana e um compromisso para fazer isso bem. Atualmente, não posso me comprometer", diz o comunicado de Harward.

Esse "não" vem coroar um dia bastante agitado para o presidente Trump, que atacou os políticos e a imprensa em entrevista coletiva de 1h16 na Casa Branca, nesta quinta.

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

SERVIÇOSNE10


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo