Integração

Debate sobre Rio São Francisco na Rádio Jornal envolve todo o interior

Publicado em 04/08/2017 , às 16 h13

NE10 Interior

Debate foi realizado nesta sexta-feira (4) na Rádio Jornal Petrolina / Foto: reprodução/Facebook

Debate foi realizado nesta sexta-feira (4) na Rádio Jornal Petrolina Foto: reprodução/Facebook

A avaliação do debate realizado nesta sexta-feira (4) pela Rádio Jornal Petrolina, no Sertão de Pernambuco, e retransmitida em cadeia nas praças de Caruaru, Garanhuns, Limoeiro e Pesqueira, foi positiva. Em pauta, a diminuição da vazão do Rio São Francisco na região. No mês de julho, o Velho Chico atingiu um recorde negativo: os 610 metros cúbicos de água por segundo liberados a partir do reservatório de Sobradinho foram reduzidos para a média diária de 550 metros cúbicos por segundo. Os impactos e consequências disto para o Vale do São Francisco foram abordados durante o debate.

Comandado pelo comunicador Valdiney Passos, a discussão contou com a participação do secretário da Câmara Consultiva Regional do Submédio São Francisco e membro do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, Almacks Luís; do gerente executivo do Distrito de Irrigação Nilo Coelho, Paulo Sales; e do capitão tenente da Marinha na Agência Fluvial de Juazeiro (BA), Silvio Miranda. O debate em cadeia abre uma nova fase do Sistema Jornal do Commercio, integrando o interior do Estado.

O comunicador Valdiney passou ressaltou a importância do tema. "O debate promovido nesta sexta-feira pela Rádio Jornal foi de grande importância, um tema muito importante. O Rio São Francisco é uma grande preocupação e nós cumprimos com o nosso papel. O papel de preservar esta que é a maior riqueza que nós temos aqui. Um rio que sofre tantas agressões, mas que ficou comprovado que através de uma gestão a gente pode ter esse rio sempre vivo, mantendo viva também estas populações ribeirinhas", afirmou.



O membro do Comitê da Bacia Hidrográfica do São Francisco avaliou a participação como positiva. "Nós do Comitê agradecemos esta oportunidade que o Sistema Jornal do Commercio traz de debater a situação em que se encontra o São Francisco. O Comitê sempre vai estar presente nestas discussões, foi muito bom estar com pessoas que também entendem isso e nós ficamos agradecidos pelo convite", disse Almacks Luís.

O gerente executivo do Distrito de Irrigação Nilo Coelho acredita que o tema deve continuar sendo discutido. "Excelente o tema que foi debatido hoje. Há alguns anos a gente já vem contribuindo com o tema e acho que é um fórum que se abre para que a gente possa intensificar este debate, ouvindo inclusive sugestões da população, enriquecendo o tema com a participação dos convidados, que vão sempre trazendo pontos de vista importantes para que a gente consiga fortalecer essa discussão no sentido de uma solução para a crise que nós estamos acompanhando", afirmou Paulo Sales.

O capitão tenente da Marinha na Agência Fluvial de Juazeiro (BA), Silvio Miranda, destacou os riscos que a baixa profundidade do rio pode provocar acidentes. "É extremamente importante que os diversos setores da sociedade e diversos setores que representam os usos múltiplos do Rio São Francisco debatam ações e sugiram linhas de ação para que a gente tenha uma melhora na situação do nosso rio. A gente vem passando por uma estiagem histórica, são seis a sete anos de chuva abaixo da média. Isso tem causado a redução nas defluências das barragens, como formas de manter os níveis do reservatório e impacta diretamente na profundidade do rio aqui na nossa região. Hoje a gente está com a profundidade do rio abaixo do que normalmente encontra e isso causa alguns riscos à navegação", disse.


Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

SERVIÇOSNE10


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo