Polícia Federal

Dupla é presa e 10 kg de maconha são apreendidos em Gravatá

Publicado em 11/08/2017 , às 09 h38

NE10 Interior

Droga encontrada na bagagem dos suspeitos totalizou 10,2 quilos / Foto: divulgação/Polícia Federal

Droga encontrada na bagagem dos suspeitos totalizou 10,2 quilos Foto: divulgação/Polícia Federal

Dois homens foram presos nessa quinta-feira (10) em Gravatá, no Agreste de Pernambuco, suspeitos de tráfico de drogas. Eles estavam transportando 10,2 quilos de maconha, de acordo com a Polícia Federal.

Segundo a PF, a dupla estava em um ônibus que saiu de Belém de São Francisco, no Sertão do Estado, com destino ao Recife. O veículo foi parado em fiscalização de rotina no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Gravatá.

A polícia informou que os dois passageiros estavam sem documento de identificação de bagagem e disseram não ter deixado malas no bagageiro. Os policiais, então, verificaram a cópia do ticket e cupom de embarque dos passageiros, e confirmaram que a numeração da mala pertencia ao pedreiro Josenildo José de Sá Gomes, 20 anos. Já o cupom do autônomo Eliseu Feliciano de Sousa, 37, estava no nome de outra pessoa.



Suspeitos foram levados para a sede da Polícia Federal no Recife

Suspeitos foram levados para a sede da Polícia Federal no RecifeFoto: divulgação/Polícia Federal

Ainda de acordo com a PF, as informações repassadas pelos suspeitos sobre o que fariam no destino final não convenceram os policiais. Os dois foram levados para a sede da Polícia Federal no Recife, onde foram autuados em flagrante por tráfico de drogas.

Caso sejam condenados, eles podem pegar penas que variam de cinco a 15 anos de reclusão. Os homens serão apresentados em audiência de custódia e podem ser levados para a Cadeia Pública de Gravatá. A PF apreendeu ainda três celulares, os documentos de viagem dos suspeitos e R$ 900. O caso segue sob investigação.


Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

SERVIÇOSNE10


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo