Transplantes

HRA e Mestre Vitalino entre principais captadores de córnea em PE

Publicado em 14/07/2017 , às 09 h15

NE10 Interior

Hospital Regional do Agreste (HRA) está em 4º no ranking da captação de córneas para transplantes / Foto: divulgação/SES

Hospital Regional do Agreste (HRA) está em 4º no ranking da captação de córneas para transplantes Foto: divulgação/SES

O Hospital Regional do Agreste (HRA) e o Hospital Mestre Vitalino (HMV), em Caruaru, estão entre as unidades de saúde que mais captaram córneas para realização de transplantes em 2017 em Pernambuco. No primeiro semestre deste ano, 516 transplantes de córnea foram realizados em todo o Estado. O número é 28% maior do que o mesmo período do ano passado, quando houve 404 procedimentos, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES).

As cinco unidades hospitalares que mais captaram córneas durante o primeiro semestre são: Hospital da Restauração (83), Imip (82), Hospital de Câncer (64), Hospital Regional do Agreste (34) e Hospital Miguel Arraes (32). O Hospital Mestre Vitalino alcançou a 9ª colocação do ranking, com 21 captações.

Com o aumento no número de captações, a partir de julho, todo paciente que tiver indicação para transplante de córnea fará o procedimento em até 30 dias (após a realização dos exames necessários para ser inscrito na fila de espera). Segundo a SES, Pernambuco conseguiu atingir o status de "córnea zero", alcançado em janeiro de 2013 e mantido até 2015.



A doação de córnea pode ser autorizada pela família de qualquer paciente que morre em unidade hospitalar, seja por morte encefálica ou por parada cardíaca. Após a retirada, a córnea dura até 14 dias. De acordo com a Central de Transplantes, são poucos os casos de contra-indicação para a doação, como infecção por HIV ou outros vírus, como rubéola e meningoencefalite.

Números

A Central de Transplantes de Pernambuco também comemora o aumento nos transplantes de órgãos e tecidos em geral. No primeiro semestre, foram feitos 919 transplantes, um aumento de 26,41% em relação a 2016, com 727 procedimentos. As doações de coração saíram de 19 no primeiro semestre de 2016 para 28 no mesmo período deste ano, um acréscimo de 47%. Atualmente, 1.021 pessoas estão na fila de espera por um órgão ou tecido. O maior quantitativo é para rim (775), seguido de córnea (146), fígado (71), medula óssea (16), coração (9) e rim/pâncreas (4).


PALAVRAS-CHAVE: agreste caruaru interior

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

SERVIÇOSNE10


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo