Investigação

Perícia é realizada no local em que o prédio desabou em Garanhuns

Publicado em 12/07/2017 , às 15 h35

NE10 Interior

Polícia Científica realiza perícia no local em que o prédio desabou / Foto: Eduardo Peixoto/Rádio Jornal Garanhuns

Polícia Científica realiza perícia no local em que o prédio desabou Foto: Eduardo Peixoto/Rádio Jornal Garanhuns

Foto: Eduardo Peixoto/Rádio Jornal Garanhuns

O Instituto de Criminalística (IC) realiza na tarde desta quarta-feira (12) uma perícia no bloco do conjunto habitacional que desabou no bairro Aloísio Pinto, em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, e deixou dois mortos, na última segunda-feira (10).

O prédio caiu por volta das 6h de segunda. Pouco depois, uma mulher de 30 anos e a filha dela, com menos de um mês de vida, foram resgatadas. O marido dela e pai da criança foi soterrado pelos escombros e não resistiu. Um idoso também não conseguiu sair do prédio e faleceu.



A Delegacia Regional de Garanhuns abriu um inquérito para apurar as responsabilidades do desabamento. A construtora do imóvel já foi identificada. Segundo o delegado Patrick Allen, a empresa é responsável por outros prédios em construção na cidade.

A Defesa Civil interditou os outros dois blocos do conjunto. Várias famílias começaram a se mudar antes mesmo da orientação, temendo que os prédios também caíssem.


PALAVRAS-CHAVE: agreste interior garanhuns

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

SERVIÇOSNE10


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo