Educação

Professores de Caruaru entram em estado de greve após reunião

Publicado em 20/04/2017 , às 12 h13

NE10 Interior

Assembleia dos professores foi realizada no pátio da prefeitura / Foto: divulgação/Sinteduc

Assembleia dos professores foi realizada no pátio da prefeitura Foto: divulgação/Sinteduc

Os professores de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, decidiram entrar em estado de greve, após uma reunião considerada "improdutiva" com representantes da prefeitura, nessa quarta-feira (19). A assembleia da categoria foi realizada no pátio da prefeitura.

De acordo com um dos coordenadores do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Caruaru (Sinteduc), Fred Santiago, os sindicatos não aprovaram a metodologia da reunião da Mesa Permanente de Negociação, uma vez que outras categorias, como a de saúde, participaram do mesmo encontro, o que acabou confundindo as pautas.

Os professores reivindicam o pagamento do piso salarial para toda a categoria. Na reunião, a Secretaria de Administração informou que o piso será pago para as tabelas que estão abaixo do valor e que será retroativo a janeiro, fevereiro e março, pagando em duas parcelas: abril e maio. Em janeiro deste ano, o Ministério da Educação (MEC) divulgou que o piso salarial da categoria teve aumento de 7,64%, fazendo com que o valor chegasse a R$ 2.298,80.



Porém, segundo Fred Santiago, apenas os professores que não recebem este valor terão aumento, para que o salário chegue ao valor do piso. A categoria pede que todos os professores recebam reajuste. "Quem já ganha o piso, não recebe um centavo de aumento", afirma. Além do pagamento do piso, os professores pedem ainda a reformulação do Plano de Cargos e Carreiras (PCC). A rede municipal conta com cerca de 2.400 professores.

Estado de greve

O estado de greve serve como um alerta para a prefeitura. Caso não haja uma resposta positiva para os professores, a categoria pode deflagrar a greve. Uma assembleia será realizada nas próximas semanas para definir a situação.


Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

  • De: Fausto Santos- 23/04/2017 19:19 Cadê meu comentário, moderação? Se vocês publicam matéria e dão espaço ao leitor de opinar, não vejo motivos para não publicarem...
  • De: Fausto Santos- 21/04/2017 00:40 Se houvesse uma greve geral de todos os professores concursados- para pararem todos- acredito que se chegaria a um acordo. A questão é que quando houve a greve, um número mínimo de professores aderiu... Cansei de participar de assembleia, passeatas; enfrentei 82 dias de greve para nada, porque não conseguimos alcançar nossos objetivos; enfrentei gestores escolares que cobravam excessivamente, através de imposição e pouco ou nenhum diálogo. Considero, um dos piores municípios para se trabalhar porque não temos direito a nada... Não somos ouvidos; sindicalistas apenas vivem de blá blá blá nas assembleias; colegas não se unem porque temem supostas perseguições futuras (coisas da cabeça de alguns). Enfim... Caruaru, valorize seus professores!

SERVIÇOSNE10


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo