Cuidado redobrado

Onda de insegurança no Recife leva pais a repensarem rotina familiar

Publicado em 17/02/2017 , às 11 h23

Arlene Carvalho NE10

A notícia da tentativa de sequestro sofrida por um estudante de 13 anos, na Jaqueira, começou a circular na tarde da quinta-feira(16) em redes sociais e deixou pais e mães aflitos / Foto: Hélia Scheppa/Acervo JC Imagem

A notícia da tentativa de sequestro sofrida por um estudante de 13 anos, na Jaqueira, começou a circular na tarde da quinta-feira(16) em redes sociais e deixou pais e mães aflitos Foto: Hélia Scheppa/Acervo JC Imagem

Os casos de violência na Zona Norte do Recife têm assustado os moradores da região e provocado mudanças na rotina das famílias. O exemplo mais recente foi a tentativa de sequestro sofrida por um estudante de 13 anos na tarde da última quinta-feira (16), na Jaqueira, que viralizou através dos grupos de WhatsApp. O caso deixou pais e mães ainda mais preocupados com a proteção de seus adolescentes e pré-adolescentes que circulam por bairros como Jaqueira, Casa Forte, Graças e Torre, que concentram grandes colégios particulares da capital. 

Uma dessas mães é a recepcionista Rebecca Francinny, 31 anos. Ela tem uma filha de 12 anos que estuda no Damas, nas Graças, e já disse que não tem condições de permitir que a filha saia sozinha. “Minha filha nunca sai sozinha. Ela fica mais na casa da avó, na Jaqueira, e minha mãe sempre vai levar ou buscar. O máximo que ela pode fazer é descer na esquina e ir andando, mas minha mãe fica conferindo”, relata. “Ontem, por coincidência, minha filha pediu para ir numa lanchonete com uma amiga, para almoçar. Como a lanchonete fica no mesma rua da escola, eu deixei. Mas depois da história desse menino, eu não deixo mais. Poderia ter acontecido algo assim com ela”, lamenta Rebecca.

O sentimento de impotência aliado à insegurança tem feito vários pais repensarem a liberdade que dão a seus filhos. A professora universitária Ully Cavalcanti, de 41 anos, não consegue proporcionar ao filho de 12 anos a mesma liberdade que tinha na idade dele. “Eu tenho dois filhos. Um menino de 12 e uma menina de 16. Na idade do meu filho, eu já voltava para casa sozinha e a pé. Era bem tranquilo. Hoje não é possível. Ele até fica bravo por ser acompanhado para qualquer lugar, até para a aula de inglês, que fica a cerca de uma quadra de distância. Mas eu não arrisco”, diz. 



Com relação à filha mais velha, a professora comenta que a própria adolescente não sente segurança de andar pelas ruas do bairro. “Quando não posso buscá-la, ela sempre prefere pegar um táxi ou um Uber por medo de ser assaltada ou algo assim. Já ouvimos muitos casos de violência sofridos pelos próprios colegas de sala dela e isso a deixou com medo. Eu tento estimular ao máximo a autonomia, mas em muitas ocasiões, ela mesma não quer ir. O que é preocupante, pois ela não pode se privar até de ir tirar uma xerox, como já aconteceu”, afirma Ully. A menina estuda em uma escola em Casa Forte e os pais moram na Jaqueira, bairros vizinhos. 

Autonomia

Para a psicóloga Maria Auxiliadora Cunha, a insegurança na cidade do Recife contribui para que os pais alimentem uma espécie de culpa pela ausência. “A ausência é absolutamente normal, já que nenhum pai pode estar disponível para o filho durante 100% do tempo. É necessário que se dê certa liberdade aos adolescentes para que, dessa forma, eles possam começar a construir sua autonomia”, explica. “O excesso é sempre prejudicial. Seja o excesso de amor, de cuidado ou de liberdade. Os pais devem orientar seus filhos, dar instruções de segurança e formar cidadãos”, explica a profissional.

Nos casos de jovens que já passaram por alguma situação de violência, Auxiliadora indica que os pais observem o filho e se identificarem traços de medo, isolamento e retração, procurem um profissional de psicologia. “Quando a criança ou o adolescente passa por algum trauma, ele tende a se isolar. A ajuda profissional é indicada para evitar que esses indivíduos desenvolvam algum tipo de transtorno social ou síndrome de pânico, por exemplo. A família precisa acolher e ensinar que crescer, apesar de difícil, é necessário” ressalta a psicóloga. 

Segurança

Com relação às queixas de insegurança na área, a Polícia Militar de Pernambuco informou que a demanda foi encaminhada aos comandantes do 11º e 13º Batalhões, responsáveis pela área, que vão intensificar as abordagens nos bairros da Zona Norte do Recife. O policiamento na área é realizado com rondas em toda área pelas Patrulhas do Bairro; Guarnições Táticas e recobrimento com o Grupo de Apoio Tático Itinerante (GATI). Além de contar com o apoio de motopatrulheiros.

A PM completou que vem efetuando prisões na região citada. Na última quinta-feira (15), um homem foi preso e um menor apreendido suspeitos de praticarem um assalto, em Casa Forte, utilizando uma arma falsa. No último dia 10, em parceria com a Polícia Civil, foi presa uma quadrilha de assaltantes que vinha tirando o sono dos moradores do Poço da Panela e bairros vizinhos. Foram presos dois suspeitos dois homens e apreendidos outros dois menores de idade.

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

  • De: Vivemos num periodo de anarquia- 18/02/2017 10:09 Convidaremos o Jurista José Paulo Cavalcanti filho, membro da Comissão da Nacional da Verdade em seu FBhttps://www.facebook.com/comissaonacionaldaverdade, a redigirmos uma carta de intenções, exigindo a mudança nas leis, para acabarmos revisarmos as Leis, que acabe com privilégios desta figura nefasta o "POLITICO PROFISSIONAL", tais como: a Imunidade penal e civil, Imunidade processual; Imunidade prisional. Está prevista no art. 53, § 2.º, da CF: “Desde a expedição do diploma; Foro especial por prerrogativa de função; crime cometido antes da diplomação do parlamentar; crime cometido após a diplomação, bem como durante o exercício das funções:crime cometido após o exercício das funções:Prerrogativa testemunhal para todos os congressistas das esferas municipal, estadual, e federal, incluindo aí cargos do executivo, legislativo e judiciário, ou seja, FIM DO POLÍTICO PROFISSIONAL. Atualizar o código penal e civil, acabando com a pena máxima de 30 anos, e instalando a pena perpétua, acabar com a audiência de custódia, criar a lai de maioridade penal para adoleceste aos 16 anos, ele cumprirá pena confinado até os 16 anos, e em seguida na prisão de adultos após os 16 anos, todos os presos não terão progressão de pena, indultos, direito a sair para estudar, trabalhar, fazer exames ou concursos, e outros.... Antes de cometer qualquer crime, o sujeito vai pensar só meia vez, pois se entrar no presidio, além de não ter direitos, ficará confinado de fato, ou seja, sem progressão de pena por bom comportamento, sem indultos, ficará no ócio, vai ter que lavar sua roupa, lavar banheiro, fazer sua própria comida, limpar, ou seja, preservar, se quiser, caso contrário fique na lama e na imundície, consertar o que quebrou, se quiser médico, vai pro sus, os presídios serão construídos em ilhas ou no lugar bem distantes dos centros urbanos, vai ser tanto tédio que ele vai pensar só meia vez antes de entrar, por isto devemos exigir que as leis sejam atualizadas, e dê mais qualidade de vida ao cidadão que está aqui fora, cumprindo com suas obrigações de trabalhador contribuinte, vamos investir mais em educação. Depois de revisar as Leis, o congresso nacional deve fazer uma Lei, repassando a atribuição do estado em fazer segurança, para os municípios, que terão a responsabilidade de contratar, e dar continuidade a seus serviços, o município deverá ter policia civil e bombeiro civil, IML, policia cientifica, corregedoria, e todo serviços de apoio, as policias militares irão para os quartéis, a guarda municipal será extinta, bem como policia rodoviária, ferroviária, aeroviária, aquaviaria, judiciária, legislativa, de transito, estas atribuições serão da policia civil, apenas 2 tipos de policias ficarão, ou seja, Policia Militar (dentro dos quartéis), e Civil/bombeiro civil para atender a população. Todo trabalhador Policial Civil ou Bombeiro serão celetistas (CLT) e inscritos no RGPS, o policial em inicio de carreira terá salário básico de R$3.748,00 mensais (salário básico único para Policial civil, militar, e bombeiro, equivalente a 4 salários minimos), regime de trabalho de 24h de trabalho por 48h de folga, auxílios de 6% de vales transportes, mais R$30,00/dia para refeições (equivalente a 2 refeições); SUS, Periculosidade de 30% de risco para a vida; 20% de Produtividade sobre não atrasos/faltas, Produtividade de 50% sobre proatividade no exercício da profissão, aposentadoria compulsória aos 65 anos homem e 60 anos mulher, terá política de cargos e salários, quanto mais se graduar, capacitar, qualificar, isto contará pontos para sua carreira e salário idêntico a qualquer trabalhador no regime RGPS, CLTista.
  • De: Marcio- 18/02/2017 09:51 Engraçado, na manchete diz que a insegurança toma conta da cidade mas na reportagem só se refere e mostra preocupação nas áreas nobres, quando é conhecido que nas outras áreas a violência é bem pior. Muita parcialidade do site, demonstrando que não estão nem aí para a população das outras áreas menos favorecidas
  • De: Comissário Giló- 17/02/2017 23:53 Para que serve aquele Trailer que chamam de PPO estacionado na entrada do Parque da jaqueira na Rua do Futuro ? Os PM passam o dia lá dentro assistindo TV no ar condicionado e só saem pra comer Tapioca, Cachorro Quente e peidar. Se roubarem até o pneu da viatura que fica parada na frente do PPO, mesmo assim eles não saem da toca. Se não serve pra nada além de engordar os PM residentes, tira e coloca as duplas de Cosme e Damião a pé, pelo menos não gastam energia elétrica com o ar condicionado e ainda fazem cooper para emagrecer.
  • De: Alex- 17/02/2017 13:37 Bastaria criar grupos de vigilância, por bairro.. como nos EUA... mas o brasileiro é o povo mais bana... digo, pacífico do mundo...

SERVIÇOSNE10


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo