Boa Viagem

Cemit ainda vai investigar se jovem foi mordido por filhote de tubarão

Publicado em 25/01/2017 , às 16 h15

NE10

Jovem Arthur Andrade teve um ferimento no dedo / Foto: reprodução/Facebook

Jovem Arthur Andrade teve um ferimento no dedo Foto: reprodução/Facebook

O Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit) ainda vai divulgar se o jovem mordido por um animal marinho na terça-feira (24), na praia de Boa Viagem, foi realmente por um filhote de tubarão. De acordo com o presidente do comitê, coronel Ramalho, as investigações vão apontar se a mordida no dedo de Arthur Andrade, de 21 anos, foi, de fato de um cação. 

“A gente ainda não tem comprovado se houve um ataque de um tubarão. Pode ter sido uma barracuda ou outro animal marinho. O ferimento no dedo dele é muito pequeno”, afirmou o coronel.

Cuidados na praia para evitar ataque de tubarão

O presidente do Cemit recomenda ainda que as pessoas devem ficar atentas a qualquer movimentação fora do comum no mar e prestar atenção na sinalização das placas ao longo da orla. “As recomendações são as de sempre: não praticar esportes aquáticos, como o surfe, evitar banho de mar quando a água estiver turva, se tiver algum sangramento no corpo, não entrar na água com algum objeto brilhante, nem adentrar se tiver consumido bebida alcoólica, porque diminui os reflexos”, exemplifica.

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

SERVIÇOSNE10


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo