Diferença de Gênero

Mulheres ainda recebem menos que os homens no Brasil, diz IBGE

Publicado em 02/12/2016 , às 15 h25

NE10

No ano de 2015, os homens recebiam em média R$ 2.012, enquanto que as mulheres tinham um salário médio de R$ 1.522. / Foto: Guilherme Castro / NE10

No ano de 2015, os homens recebiam em média R$ 2.012, enquanto que as mulheres tinham um salário médio de R$ 1.522. Foto: Guilherme Castro / NE10

Dados divulgados nesta sexta-feira (2) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, mostram que as mulheres ainda recebem salários menores que os homens, mesmo com a diminuição dessa diferença na última década.

No ano de 2015, os homens recebiam em média R$ 2.012, enquanto que as mulheres tinham um salário médio de R$ 1.522. Sendo assim, os homens ainda recebem R$ 450 a mais em média, o que em porcentagem siginifica que as mulheres receberam 76% do salário dos homens no ano passado.

No entanto, a diferença salarial entre os gêneros diminuiu ao longo de uma década. Em 2005 os números eram: R$ 1.552 para homens e R$ 1.101 para mulheres. A diferença, com os valores ajustados de acordo com a inflação,  era de R$ 451, ou seja, as mulheres recebiam 71% do salário dos homens.

 

Ainda existem mais homens chefes que mulheres no país

Ainda de acordo com a mesma pesquisa do IBGE, a desigualdade entre homens e mulheres também pode ser observada quando o quesito é os cargos de chefia. No ano passado, só 4,7% ocupavam esses cargos entre o total de trabalhadores com 25 anos ou mais. No caso dos homens esse número é maior: 6,2%.

Os dados ainda mostram outro dado preocupante: além de menos mulheres como chefes, as poucas que conseguem chegar aos altos cargos recebiam 68% dos salários dos homens na mesma posição, em média.

PALAVRAS-CHAVE: economia mulheres notícias

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

SERVIÇOSNE10


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo