Doses de Foco

Será que no mundo dos negócios tem espaço para criar vínculos?

Publicado em 24/01/2018, às 22h00 | Atualizado em 24/01/2018, às 22h00

Por Dani Maciel

Para se criar vínculos é preciso ética, respeito, sinceridade, senso de coletividade e visão / Foto: Reprodução

Para se criar vínculos é preciso ética, respeito, sinceridade, senso de coletividade e visão Foto: Reprodução

Essa semana ao fazer uma consultoria a uma empresa, me deparei com a palavra da semana, a dessa semana era vínculo, além da palavra existia uma explicação sobre o que significava para empresa: “acreditamos que o fortalecimento de vínculos garante um futuro melhor”. A palavra e crença tinham tudo a ver com o que eu tinha preparado para trabalhar com o grupo que era sobre a prática que faz parte da metodologia do GPTW, compartilhar. O compartilhamento interno e externo é uma das formas mais generosa de uma empresa devolver para a Sociedade, comunidade e colaboradores que teve oportunidade de obter, em forma de: conhecimento, parcerias, assistência, educação, ciência, tecnologia e muito mais. Para que haja essa prática é fundamental que se estabeleça vínculos, que só são criados a partir da confiança. E não há vínculo e confiançaque se consolidem se não tiver “pessoas”. Para se criar vínculos é preciso ética, respeito, sinceridade, senso de coletividade e visão. Por muito tempo se falou de networking como a solução estratégica e visionária para o sucesso de qualquer negócio. Algo me incomodava muito nesse movimento, às vezes o senso de interesse pelo interesse e de esperteza pareciam maiores do que de fato o de querer fazer uma boa parceria, fechar um bom negócio ou até mesmo conhecer melhor aquela pessoa/profissional. Será que não seria interessante pensar na motivação primeiro? O que faz mover-se para aquele grupo ou pessoas? O que o fazquerer criar vínculos? Pode ser uma excelente oportunidade de negócio, uma parceria ganha -ganha, ampliação de conhecimento, disponibilidade de ser uma pessoa melhor e tantos outros motivos que jamais poderão ficar desconectados de suas crenças e valores.

Será que no mundo dos negócios tem espaço para criar vínculos?

Acredito nessa criação, fico ainda estarrecida quando vejo pessoas desprezarem a transparência, ética e respeito dentro de uma relação de trabalho, de uma parceria ou negócio. Quando o intuito é a construção de uma sociedade melhor sim é possível criar vínculos. Ao entrar em cada negócio, acredito com toda força de trabalho e dedicação que é possível estabelecer relações verdadeiras, profundas, colaborativas, inovadoras, criativas e desenvolvimento. Os vínculos permitirão o crescimento de ambos no negócio, pois foi gerada um espaço de conexão, de abertura de inteligência coletiva e de entre ajuda. A busca por vínculos pode ser o seu diferencial competitivo, enquanto as pessoas estão sendo percebidas no mercado como o mais do mesmo. Pensando em trazer olhares diferentes, complementares ou até similares, fui entender como o mercado corporativo enxerga essa questão de criar vínculos em negócios. Pedi a quatro executivos, dois de Pernambuco, um de Alagoas e outro da Paraíba. Segue abaixo o que eles pensam:

“Estamos vivendo cada dia mais numa sociedade que compartilha, que aprende junto, que faz em rede coisas que individualmente seria incapaz de conseguir. Nesta dinâmica, precisamos entender e cuidar dos nossos clientes, internos e externos. O que inspira seus clientes e colaboradores a quererem consumir seus produtos, suas ideias, querer vir conhecer essa empresa e seus propósitos. Que vínculos temos construído? Vínculo é um elo forte entre duas partes. Ele é formado por uma relação de transparência, de cuidado, de zelo, de ouvir, de estar perto, de estar na hora certa.De poder contar com o seu parceiro nas horas que mais precisam, nas dificuldades, nas necessidades. Fortalecer vínculos é buscar cativar as relações a cada dia. Sem barreiras para chegar até o seu parceiro, sendo transparente e zelando pela relação. Sempre na busca de uma relação duradoura. Onde o ganha-ganha é sempre é o melhor caminho. Afinal, o eu que ganho em vencer numa relação de ganha perde e meu parceiro fechar? Osenir Virlândio – Gerente Geral da GPM Baterias Moura Brasil

“Para se ter sucesso numa organização é necessário que todos comunguem da mesma cultura e propósito, que as relações tenham vínculos pautados em respeito, admiração, confiança, cumplicidade e comprometimento. E esses vínculos são construídos ao longo do tempo,como: sendo gentil, educado, cortês, prestativos e disponível. Sem dúvida, uma organização onde se têm vínculos bem estabelecidos e fortalecidos se têm resultados muito mais positivos e lucrativos,pois todos estão unidos num único objetivo: o sucesso do negócio”. Adriana Palmeira - Gestora de Gestão de Pessoas Senac AL

“Apesar da alta competitividade, acredito que temos um campo ideal para criar relações que fortaleçam pessoas e organizações de forma contínua. E isso só é possível com a criação de vínculos fortes, pautados por valores parecidos e com empatia o suficiente para entender onde podemos contribuir para o crescimento do nosso “aliado” e vice-versa. Do vínculo nasce a confiança, outro item fundamental para relações duradouras e benéficas, além de cada vez mais necessárias para cenários de incerteza e instabilidade”. Anthony Campos Gerente Comercial e Marketing da Rede Tambaú de Comunicação

“No mundo dos negócios é crucial criar vínculos, as relações acontecerem de forma sólida, responsável, conexões internas (com os colaboradores) e externas com comunidade, fornecedores e clientes. As conexões com Stakeholders são importantíssimas para que possamos alcançar um resultado comum e chegar num ponto bom pra todos. Inclusive a nossa convenção de 2018 com os colaboradores tem como tema central: Conexões para o Futuro”. Luciana Leão – Diretora de Gestão de Pessoas da MV

Quero agradecer a esses gestores pela prontidão em compartilhar suas visões e contribuir para a construção de uma sociedade melhor.

Aspiro que possamos cada vez mais aprofundar nossos vínculos na Coluna doses de foco do NE10. Espero que pensem sobre que vínculos vocês têm criado e o quanto podem fazer diferença no mundo dos negócios e no trabalho.

Obs: Se quiser saber mais sobre a prática de compartilhar e demais do GPTW entra no site: www.gptw.com.br


*As colunas assinadas não refletem, necessariamente, a opinião do NE10

PALAVRAS-CHAVE: notícias doses de foco

Doses de Foco Danielle Maciel Brandão É Diretora Executiva do GPTW PE/AL, coach Executiva e de Carreira, professora MBA em Gestão de Pessoas e Negócios , consultora em Gestão de Pessoas e mestre em Geociências pela UFPE em 2001. dani.maciel@greatplacetowork.com

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo