Doses de Foco

Quem tem um porquê enfrenta qualquer como

Publicado em 24/10/2017, às 11h33 | Atualizado em 24/10/2017, às 11h59

Por Danielle Maciel Brandão

Da série dos segredos dos líderes das excelentes empresas para trabalhar.

Um colaborador da Nasa que tinha a função de serviços gerais foi questionado se achava o seu trabalho importante. Ele respondeu que o trabalho dele levava o homem à Lua. Isso é propósito. / Foto: Pixabay

Um colaborador da Nasa que tinha a função de serviços gerais foi questionado se achava o seu trabalho importante. Ele respondeu que o trabalho dele levava o homem à Lua. Isso é propósito. Foto: Pixabay

Assim que recebi o "Seja bem-vinda" para integrar o time de colunistas do NE10, portal do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, pensei: Gratidão! Pois o meu desejo de compartilhar aquilo que vivencio nas organizações, como líder, coach e gestora vem de ter um propósito na vida. Esse propósito é potencializado pela missão da empresa que eu componho que é "Construir uma sociedade melhor para transformação de cada organização em um GreatPlacetoWork".

Abordaremos aqui teorias, casos, práticas exitosas de culturas organizacionais, entrevistas com referências sobre liderança e gestão que estarão alinhadas com essa vontade de fazer diferença em nossa região. Tenho um desejo genuíno de trazer o melhor sobre o universo de melhores empresas para trabalhar. Como diz Robert Levering: "Qualquer empresa, de qualquer tamanho pode ser um excelente lugar para trabalhar".

Segundo Ruy Shiozawa, CEO do GPTW Brasil, três segredos têm sido comuns nas empresas que se tornaram as melhores empresas para trabalhar:

1 – Propósito;
2 – Transformação digital
3 – Liderança que valoriza pessoas.

Na coluna de hoje detalharemos o Propósito

Quem tem um porquê enfrenta qualquer como

Como falar de liderança sem ressaltar o contexto atual? Vicky Bloch, CEO da Bloch associados, tem uma visão bastante esclarecedora sobre o cenário atual a partir de 4 pontos da liderança em tempos turbulentos: 1 - Uma velocidade exponencial das mudanças; 2 - globalização do mundo do trabalho; 3 – Hiper conectividade; 4 – Expressão social de desconforto compartilhado.

Tudo muda o tempo todo e, para sustentar as pressões de crise, é muito importante ter o olhar focado e ao mesmo tempo com a perspectiva do geral. A globalização do mundo do trabalho ao mesmo tempo em que traz uma sensação de que você pode mais, traz para o profissional muito mais responsabilidade e atenção para o seu nivelamento, pois ele precisa ser baseado no campo de atuação mundial. Do ponto de vista intelectual é inclusivo, mas do ponto de vista financeiro ele poderá ser excludente. Estar conectada à internet o tempo todo traz desafios quanto à superficialidade dos assuntos tratados, falta de conteúdo, desinteresse ao aprofundamento das relações e alto impacto nas relações de trabalho.

As pessoas passaram a falar de forma virtual de seus sentimentos com tanta intensidade, sem nunca ter expressado nada de forma presencial. Mesmo com esse cenário desafiador existem empresas que crescem e se desenvolvem. Qual o segredo dos líderes das excelentes empresas para trabalhar?

Marcelo Madarász, diretor de RH da América Latina da Parker Hannifin, que é um GPTW, lança alguns questionamentos: "o líder já parou para refletir quais são os porquês dele? Qual é o propósito de vida dele? E, se este propósito pode ser vivido nesta organização?

O grande cuidado, além do líder precisar fazer essa reflexão, é a incoerência do propósito e aquilo que a organização tem. Se você tem um propósito ligado a algo da sustentabilidade, a algo da evolução humana, como é que você pode trabalhar em uma empresa que vai na contramão disto? Há de se ter uma coerência entre propósito e aquilo que a organização oferece”.

As pessoas não querem mais um emprego, elas querem um sentido para a vida.

As pessoas não querem mais um emprego, elas querem um sentido para a vida. As pessoas precisam entender que o trabalho delas impacta no todo, faz diferença para vida delas e para as pessoas. Um colaborador da Nasa que tinha a função de ser serviços gerais foi questionado sobre o que ele fazia na organização e se achava o seu trabalho importante. Ele respondeu que o trabalho dele levava o homem à Lua. A mesma pergunta foi realizada a uma colaboradora de serviços gerais de um hospital de São Paulo e ela respondeu que salvava vidas, pois ela combatia de forma ativa a infecção hospitalar.

Ter o propósito definido agrega valor ao trabalho, ativa o engajamento e cria um movimento virtuoso nas organizações. De acordo com o GPTW, em busca de uma forma de expressar a missão da John Deere para seus colaboradores, foi criado no Brasil para uma campanha local o slogan 'A força que alimenta o mundo'. Os colaboradores se identificaram rapidamente com o significado de estarem envolvidos na cadeia de produção de alimentos da humanidade. Deu tão certo que a empresa decidiu adotá-lo mundialmente, como assinatura da John Deere para todos os países.

E você tem um propósito? Ele está alinhado com a organização em que você atua? O que você pode fazer agora para elaborar um propósito? Qual é o teu papel como líder no dia a dia dos teus liderados? Que impacto você proporciona no engajamento dos seus colaboradores? Que marcas você pretende deixar?

Observe o quanto o propósito definido e elaborado fará diferença em sua organização e passe a colher os frutos de ser uma organização alinhada com valores que sustentam a missão, que traz o engajamento e aumenta a produtividade.


*As colunas assinadas não refletem, necessariamente, a opinião do NE10

PALAVRAS-CHAVE: notícias doses de foco

Doses de Foco Danielle Maciel Brandão É Diretora Executiva do GPTW PE/AL, coach Executiva e de Carreira, professora MBA em Gestão de Pessoas e Negócios , consultora em Gestão de Pessoas e mestre em Geociências pela UFPE em 2001. dani.maciel@greatplacetowork.com

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

  • De: João Paulo Falcão- 24/10/2017 19:18 Excelente! Gostei do conteúdo e da forma espontânea que a Danielle "conversa" e de forma indireta/direta nos faz refletir. Abraço!
Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo