Difusão

Quem controla os tempos?

Publicado em 20/07/2017, às 22h41 | Atualizado em 20/07/2017, às 22h49

Por Marcelo Sampaio de Alencar

iPhones controlam o mercado de smartphones, e a vida das pessoas, incluindo os tempos das crianças / Foto: Pixabay

iPhones controlam o mercado de smartphones, e a vida das pessoas, incluindo os tempos das crianças Foto: Pixabay

Antigamente, quando a infância significava brincar na rua, havia o tempo de empinar pipa ou papagaio, o tempo de brincar de pião, o tempo de jogar pique, o tempo de fazer carrinho de lata, o tempo de jogar de bola, o tempo de jogar bola de gude, além de futebol de botão, entre outros folguedos.

Os tempos se sucediam, aparentemente por conta própria, e havia vários tempos no ano. As crianças sabiam quando determinado tempo havia mudado, e o novo tempo tinha chegado. Não era mais tempo de pião, por exemplo, mas tinha começado o tempo de bola de gude. Sempre havia um tempo em ação.

Na época, as dúvidas que acometiam as crianças mais perspicazes, eram: quem controlava os tempos? O que fazia os tempos mudarem? Como todas as crianças sabiam qual era o tempo da hora, mesmo morando em bairros ou cidades diferentes?

Para os adultos, os tempos são outros, mas ainda há quem os controle. Por exemplo, antigamente, o ano só iniciava quando terminava o Carnaval. Hoje, o ano só começa quando a Globo muda a sua grade de programação, e isso ocorre sempre mais tarde, a cada ano que passa.

Há também os tempos dos automóveis, que são controlados pelas montadoras. Atualmente, o ano que vem já começa em maio, ou junho, do ano corrente. Isso parece um tanto surrealista, mas deve funcionar para o mercado automobilístico.



Tecnologia sem ponteiros

Antigamente, a gigante IBM controlava o mercado de computadores, mas não controlava os tempos. Só percebeu isso, quando já havia perdido o computador pessoal para empresas menores. Ela fazia computadores grandes, cujos sistemas operacionais, e os programas, eram geralmente compatíveis com o legado dos computadores passados. Perdeu o tempo.

A Apple criou o sistema operacional Windows, para o Macintosh, mas não sabia dominar os tempos. A Microsoft veio, se apropriou do DOS, da IBM, e do Windows, da Apple, e começou a controlar os tempos.

A partir de sua relação com a Intel, ela cria um novo sistema operacional, que funcional mal no hardware atual, que acaba sendo substituído, mas que demanda novo sistema operacional. E os tempos da Microsoft transcorrem quase bianualmente.

Mais tarde, a Apple se recuperou, e criou os tempos dos iPhones, que logo foram copiados por toda a indústria.Os iPhones, então, passaram a controlar todos os outros tempos de dispositivos similares, e a vida das pessoas, incluindo os tempos das crianças.


*As colunas assinadas não refletem, necessariamente, a opinião do NE10

PALAVRAS-CHAVE: difusão notícias tempos

Difusão Marcelo S. Alencar Marcelo Sampaio de Alencar é professor titular da UFCG e presidente do Instituto de Estudos Avançados em Communicações (Iecom).. Email: sampaio.alencar@gmail.com e no twitter: @marcelosalencar

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo