Difusão

Como ser reconhecido

Publicado em 30/06/2017, às 14h59 | Atualizado em 30/06/2017, às 15h08

Por Marcelo Sampaio

Os sistemas biométricos podem usar características de diversas partes do corpo humano, incluindo os olhos / Foto: pixabay

Os sistemas biométricos podem usar características de diversas partes do corpo humano, incluindo os olhos Foto: pixabay

Algumas tecnologias atuais, que poderiam ser usadas nos sistemas de segurança de centros de compras e bancos, incluem os reconhecimentos biométricos da íris, a parte mais visível e colorida do olho, da face e do comportamento.

A biometria é o estudo estatístico das características físicas ou comportamentais dos seres vivos. Mas o termo tem sido associado à medida de características físicas ou comportamentais dos indivíduos, como forma de identificá-los de maneira única.

Ela tem sido usada, por exemplo, na identificação criminal e no controle de acesso a ambientes ou a serviços. Os sistemas biométricos podem usar características de diversas partes do corpo humano, incluindo os olhos, a palma da mão, as digitais, a retina, a parte sobre a qual a imagem é projetada no olho, ou a íris.

Alguns dos potenciais sistemas de leitura biométrica incluem os vasos sanguíneos, veias e artérias, que têm confiabilidade mediana, são difíceis de fraudar, mas apresentam alto custo. O reconhecimento de voz também é factível, mas é menos confiável, pois apresenta problemas com ruídos no ambiente, e também com a mudanças na voz, além do elevado tempo de processamento para o registro e a leitura, mas tem custo baixo.



O estilo de escrita, um tipo de biometria comportamental,também pode ser usado para identificação, mas pode ser falsificado. Os odores e a salinidade do corpo humano, também têm potencial de utilização, assim como imagens térmicas do rosto ou do outra parte do corpo, e a análise de DNA, uma técnica com alta confiabilidade, mas, atualmente, de alto custo e longo tempo de processamento.

A geometria da mão é menos confiável, principalmente devido a tatuagens e uso de joias, além do trabalho de encaixar a mão na posição correta no sensor, mas tem médio custo. O reconhecimento da face tem menor confiabilidade, mas é rápido e tem baixo custo. Claro, pode ser falseado com cirurgia.

O reconhecimento da assinatura tem sido usado por bancos há muito tempo, por ser muito confiável. Mas, algumas assinaturas mudam com o passar do tempo. Porém, características  como pressão, movimentos particulares, são únicas para cada pessoa, o que torna difícil sua falsificação. O método é prático rápido, acessível a todos que saibam ler, e tem custo mediano.


*As colunas assinadas não refletem, necessariamente, a opinião do NE10

PALAVRAS-CHAVE: difusão notícias

Difusão Marcelo S. Alencar Marcelo Sampaio de Alencar é professor titular da UFCG e presidente do Instituto de Estudos Avançados em Communicações (Iecom).. Email: sampaio.alencar@gmail.com e no twitter: @marcelosalencar

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo