AO VIVO
Acompanhe agora Bahia x Sport pela final do Nordestão

Investigação

Maria do Rosário vai à PF após site publicar fotos de sua filha

Publicado em 22/02/2017 , às 21 h02

Estadão Conteúdo

Maria publicou uma nota pública no perfil no Facebook na qual afirma que sua filha foi vítima de criminosos / Foto: Agência Brasil

Maria publicou uma nota pública no perfil no Facebook na qual afirma que sua filha foi vítima de criminosos Foto: Agência Brasil

A deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) procurou a Polícia Federal nesta quarta-feira, 22, para que seja iniciada uma investigação com o objetivo de encontrar e punir os responsáveis pela publicação de fotos, sem autorização, do perfil de sua filha de 16 anos no Instagram.

As imagens foram exibidas no site do Faca na Caveira, hospedado na Austrália e se caracteriza pela publicação de textos em português de extrema direita e com ofensas a mulheres e gays.

Nas legendas da "matéria" publicada nesta quarta, a garota é identificada e descrita como "anorexa e drogada", além de haver citações à uma suposta tentativa de suicídio.

"Filha de Maria do Rosário, M. L., menor de idade, aparece em fotos no seu instagram com anorexia severa e usando drogas. A deputada Maria do Rosário, aparentemente não tem capacidade de criar a própria filha, mas quer dar pitaco em como outras famílias devem educar seus filhos", diz o texto de apresentação. Em outro trecho, o nome da garota aparece por extenso e há fotos em que ela aparece sem tarja nos olhos.

O Estatuto da Criança e do Adolescente, em seu art. 17, impõe o sigilo de imagens e identificação de adolescentes "em situação vexatória e que causam constrangimento".

Leitores do site que comentaram a matéria ainda ironizaram o fato de a deputada petista se destacar como defensora dos Direitos Humanos - Maria do Rosário foi ministra-chefe da Secretaria dos Direitos Humanos entre 2011 e 2014, no governo Dilma Rousseff. "Agora eu entendi porque essa deputada ama tanto os marginais", disse um deles.

Por volta do meio-dia, a deputada publicou uma nota pública no perfil que mantém no Facebook na qual afirma que sua filha foi vítima de criminosos. "Como mãe não medirei esforços para protegê-la, como faço todos os dias da minha vida. Já tomei as medidas cabíveis e estou fazendo todas as denúncias possíveis para que os bandidos que atacam minha família sejam identificados e severamente responsabilizados", escreveu.

A reportagem tentou contato com a deputada, mas a assessoria informou que a deputada só iria se manifestar por meio da nota.

Veja postagem no Facebook:



Leia íntegra do texto:


"NOTA PÚBLICA

Minha filha está sendo vítima de criminosos nas redes sociais. Como mãe não medirei esforços para protegê-la, como faço todos os dias da minha vida. Já tomei as medidas cabíveis e estou fazendo todas as denúncias possíveis para que os bandidos que atacam minha família sejam identificados e severamente responsabilizados. Nenhuma família merece passar por isto.

Eu e o meu esposo Eliezer Pacheco estamos indignados e repudiamos com veemência os atos criminosos de quem manipula imagens e informações, expondo uma menina de 16 anos.

Sabemos que todos os pais e mães têm preocupação com a exposição de seus filhos e filhas na Internet. Não há dúvida que este tipo de divulgação manipulada gera efeitos gravemente nocivos de dimensão imensurável às vítimas.

É revoltante que minha filha seja atacada pelas minhas posições e por minha atuação em defesa da dignidade humana. Não permitirei que minha filha seja desrespeitada.

Aos que têm o objetivo de me prejudicar e atingir minha família, afirmo que não conseguirão.

Maria do Rosário"

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

SERVIÇOSNE10


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo