Movimento

Rio de Janeiro espera receber 800 mil turistas no réveillon

Publicado em 30/12/2015, às 17h07 | Atualizado em 30/12/2015, às 17h14

Do Estadão Conteúdo

O movimento na economia deve ser de R$ 2,5 bilhões somente na capital, entre os dias 28 e 1º de janeiro / Foto: Reprodução

O movimento na economia deve ser de R$ 2,5 bilhões somente na capital, entre os dias 28 e 1º de janeiro Foto: Reprodução

A Secretaria Estadual de Turismo do Rio acredita que o Estado receba mais de 800 mil turistas para o réveillon. O período estimado é 28 de dezembro a 1º de janeiro de 2016 - o movimento na economia deve ser de R$ 2,5 bilhões somente na capital, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih-RJ). Os números foram divulgados nesta quarta-feira, 30.

O interior terá bons resultados, com ocupação hoteleira de mais de 80%, em cidades como Paraty, na Costa Verde, Petrópolis, na Região Serrana, e Búzios, na Região dos Lagos, disse o presidente da Abih-RJ, Alfredo Lopes.

Lopes acredita que isso se deve à alta do dólar, que fez com que turistas nacionais preferissem o Estado do Rio a destinos internacionais.

"Principalmente os destinos de praia, no sul e norte fluminense, Paraty, Cabo Frio, Mangaratiba, Angra dos Reis, estão recebendo muitos turistas", afirmou. "A alta do dólar intensificou muito o turismo interno. No réveillon, vêm 70% de turistas nacionais, sendo que 68% são paulistas, da capital e do interior; em seguida, são os mineiros. Para o carnaval, o turismo internacional deve crescer e ficar em 45% do total de visitantes", explicou.

Na capital, Copacabana, na zona sul, cenário da principal queima de fogos do Brasil, tem ocupação de 90% dos leitos dos hotéis. Ipanema e Leblon, bairros vizinhos, 94%. Na Barra da Tijuca, hotéis de luxo também estão lotados.

PALAVRAS-CHAVE: brasil notícias

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

SERVIÇOSNE10


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo